Um dia uma cliente me liga:
… Mari, eu comprei uma caixa de correio e queria muito que você desse o seu “toque” nela, o que achas?
Bom, não vou contar a nossa conversa, pois além de não ser educado da minha parte, eu tenho certeza que você (assim como eu) está cheia de coisa para fazer e não pode perder seu sábado todo aqui lendo um blá, blá, bla sem fim, né? Então, como sou sua amiga eu resumo, ok? 
Quando a caixa de correio chegou aqui em casa, corri ansiosa que só eu para ver, pegar, olhar, cheirar e até ouvir se a danada falasse… Coisa que você sabe como é quando tem um projetinho pipocando em sua mão. Mas aí é que entra o desespero da mulher que vos fala. E por quê? Bom, quando a ansiedade inicial passou, eu, simplesmente, não sabia o que fazer com a caixa! Eu ficava olhando para ela, e ela olhando para mim e a gente não conseguia sair do 0x0, sabe? Na hora bate um pânico, pois tenho sempre a “falsa sensação” de que a minha criatividade foi ali na esquina e esqueceu de voltar. Você já passou por isso ou eu sou a única louca na face da Terra que sente isso? Diga que não, please! Mas, como eu tenho ao meu lado um maridão super 10 (Aêêê ganhei a noite!!!), ele sempre me acalma nessa hora: Amor não fica assim, uma hora a idéia vem… E claro, ele estava certo, ela chegou, ainda bem! Ahhhh… (isso foi um suspiro de alívio, viu?). A caixa chegou aqui em casa assim:
 
Não entendo o motivo dessas caixas de correio sempre serem vendidas em dourado e preto. Ô povo sem criatividade, meu Deus!
O material que eu escolhi foi:

O material utilizado foi básico: lixa para ferro, esmalte sintético…


E o meu final de semana passado foi apenas cuidando dessa caixinha de correio, que, aos olhos de muitos, era feia. Mas, como costumo dizer: ela não É feia, ela ESTÁ feia. Isso para mim é bem diferente, meu bem! 🙂 E o que parecia não ter muita solução ficou assim:
 
E preciso dizer que amei? Ah, e a minha cliente também! Obaaaa! 

***

A outra coisa que queria compartilhar com vocês hoje, são os novos visitantes da minha casa colorida. Obrigada minha gente! (Eita que o sotaque nordestino acordou com tudo hoje!). Sei que não parece mas percebi, sim, a presença de todos vocês, viu?! E, aos poucos (quando a internet funcionar -quem disse que 3G é bom, hein?- e o tempo deixar), vou respondendo aos comentários e visitando os blogs de quem tem, combinado? Estou muito, muito feliz em perceber a quantidade de gente que tem curtido essa casinha virtual aqui, e em tão pouco tempo (praticamente 3 semanas!). Saibam que a minha casa virtual passou a ser mais colorida depois que vocês puxaram a cadeira e ficaram. Um beijo carinhoso em cada um(a)!
 
Mari.

Comente:

comentários