Final de semana passado fui fazer uma faxina no meu computador, sabe? Catalogar coisas, deletar outras… enfim, organizar! E descobri um tesouro esquecido de momentos felizes. 
Sempre que organizo o meu computador, descubro fotos que nem lembrava mais que existiam. Ai, percebi que na verdade eu me tornei mesmo foi um bicho muito do seu estranho nos últimos anos. Vi que cada vez mais, tiro, cada vez menos, fotos. Com essa história de foto digital parece que fotografar perdeu a graça para mim. É um tal de: “deleta que fiquei feia!” e “posso tirar outra que nessa eu fiquei gorda?” que minha vontade de sair de casa com uma máquina a tiracolo, tem estado cada vez menos presente na minha vida. E olha que no início desse ano até comprei uma máquina “super bacana”, igualzinha as máquinas dos gringos, cheia dos “frique-frique”, mas, mesmo assim, nadinha mudou… Uma pena.
 
Hoje, só fotografo mesmo o meu trabalho (pois é importante!) e olhe lá. Não sendo leviana, me corrijo: eu fotografo também alguns momentos em família: eu, o Fa, a Amelie e a Nina. 
Com eles, eu sei, nunca vai existir o momento “refazer a foto”. E outra, gosto é de foto natural com nada combinadinho, então, eles são os meus modelos perfeitos.
E dessa faxina toda no computador, ressurgiram fotos lindas, de momentos bacanas, que eu, devido o corre-corre do dia a dia, já tinha até esquecido… 
 
Essas são do álbum (empoeirado) das filhotas!
 
Amelie, a nossa cadela adotada, adotou a Nina, assim que ela chegou aqui  para fazer parte da nossa família. =) 
 
  
E depois de quase 4 anos elas ainda vivem assim: grudadas!
 
 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Aqui a Nina ainda se habituando com a casa nova!

 

Amelie que até hoje tem essa carinha de “ME LEVA PRA CASA!” 

 

Nina na soneca depois de muita comida!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Esse é o meu “boa dia!” de todos os dias!

 

Nina com o seu brinquedo comestível preferido!

 

Curiosas e…

 

preguiçosas.

 
Um final de semana de doces momentos para você também!
Mari.

 

Comente:

comentários