Tem um tempinho que fiz algumas mudanças aqui em casa. Sabe como é, sempre que dá eu gosto de mimar o lar. E das mudanças feitas por aqui (aos poucos vou postando, tenha calma!), uma delas foi a reforminha no meu quarto e do Fa.  Eu percebi que já estava passando da hora de retocarmos a pintura dele e, como de uma simples pintura sempre surgem outras ideias, muita coisa acabou mudando. No final? Bem, no final e o final te mostro depois.
 
Ei, mas o post não é sobre um corredor? Onde entra a reforma do quarto no meio disso tudo? Calma que já, já você vai entender! Eu hein?! (risos)
 
Bom, o fato é que na nova decoração do nosso quarto não tinha mais espaço para os quadros de lembranças de viagens que eu fiz e, que por 2 anos, serviram muito bem de cabeceira para nossa cama. 
Lembra deles? 
Foto: Antonio Carlos

 

E, por dias eles ficaram perdidos, literalmente, aqui no nosso refúgio colorido, rolando de um cômodo para outro, sem rumo. Toda vez eu pensava: Dou para alguém? Jogo fora? E uma voz dizia: Nem pensar sua louca! 
E sabe? No fundo isso sempre esteve fora de cogitação já que eles contam uma parte de nossa história tão importante… Então os deixei de molho na esperança (já que ela é a última que morre), de um dia dar um lugar para eles, novamente, na casa. E não é que o dia chegou! E mais rápido do que pensei.
 
Olha, senta aí que lá vem história! E ai de você se me deixar falando sozinha, viu?
 
Um final de semana chato, daqueles que você está meio sem saber o que fazer, mais entediado do que vendedor de loja dia de segunda-feira = chuva, chuva e muita chuva por aqui! Foi ai que tive a idéia de dar um up no nosso corredor que estava pra lá de ultrapassado! 
 
E para a transformação o que foi necessário, Dona Mari?
Eu te conto!
 
Na verdade, eu tinha tudo em casa! Quer ver se você tem também?
 
Vamos a lista de material:
1/4 de tinta acrílica, cor: branco neve, acabamento fosco; 
 
Antes que você pergunte: sim, pode ser no acabamento semi-brilho ou acetinado e na da marca que desejar. Aqui usei Coral, pois já tinha. 
 
1 frasco de corante a base de água, cor: preto;
1 rolo de pintura;
1 bandeja de pintura ou qualquer balde que dê para colocar a tinta;
1 lixa para parede
1 rolo de fita crepe (para proteger as áreas que não vão receber tinta , como roda pé e roda teto!)
 
Opcional: massa corrida ou PVA (para fechar buracos e imperfeições, caso tenha).
 
Passo a passo:
1- prepare a parede que vai pintar: feche buracos com massa corrida e depois de secos, lixe com lixa para parede n°180 ou 150;
2- passe a fita crepe onde não receberá pintura;
3- prepare a tinta: para a quantidade de tinta que usei (1/4) usei 80 gotas de corante. Mas aviso que essa quantidade vai depender. Teste para chegar na cor desejada. Eu escolhi um cinza mais escuro. Sim, radicalizei! 
4- Passar de  2 a 3 demãos de tinta na área a ser pintada, respeitando o intervalo entre elas determinado por cada fabricante.
 
 
IMPORTANTE GENTE! Faça um teste antes na parede para ver se o tom que foi feito é o desejado, se sim, mãos a obra! 
 
Por aqui eu passei três demãos de tinta, pois quanto mais escura a cor escolhida, mais demãos são necessárias para que a parede fique com um acabamento perfeito! =) 
 
Intervalo entre demãos? No meu caso, 30 minutos!
E depois? Bom, depois foi só pendurar os quadros e correr pro abraço!
 
 
Vamos ao “ante e depois” que eu sei que você adora?!
 
 Antes

 

O sofrido e sem graça esperando solução!

 

Depois
 
Agora as doces lembranças, novamente, espelhadas pela casa… Suspiro todas às vezes que passo por  eles… =)
Então, se animou para deixar um cantinho da sua casa mais charmoso?
Mari.

Comente:

comentários