Adoro cupcakes! Os de comer (huuuum…), os de decorar… Oi?

Sim, é que agora cupcake também é de decorar, pode? Foi-se o tempo em que íamos em uma loja exclusivamente para comê-los (apesar de eu ainda fazer muito isso!). O que antes enchia nossos olhos e nossa barriga, hoje, enchem também nossa sala, nosso quarto… Eu já vi cupcake até decorando banheiro, acredita?
 
E tem cupcake para tudo o que é gosto: de feltro, de porcelana, de tecido e estampando panos de prato. Que eles são lindos, acho que todo mundo concorda comigo, não é mesmo? E até quem torce o nariz, dá uma bela esticada de olho quando passa por uma loja repleta deles. Já cansei de ver essa cena.
 
Mas, como nem tudo nessa vida são flores… Tenho que admitir, não são todos os cupcakes decorativos, disponíveis no mercado, que cabem no meu bolso, não. Os mais lindos, cheios de fru-fru, do jeito que eu gosto, sei que não cabem! Como por exemplo, os de cerâmicas produzidos pela Flávia Del PráAaaaaaah… (suspiro de quem quer muito uma coisa!). 
Esses sim, são para mim, verdadeiros sonhos de consumo. Mas, como papai me dizia: “nem tudo o que queremos podemos ter minha filha, então, paciência!”  E o que eu fiz até poder ter o cupcake dos sonhos? Fiz um para mim, oras! E de papel machê, viu? Porque sou bem abusada, quando eu quero! =) 
E não é que ficou bacana?! Ah, e o melhor: sabe quanto essa belezura me custou? Naaaaaaaaada, meu bem! Nadinha, mesmo! Pois todo o material necessário, eu tinha bem aqui, no meu ateliê. Ô maravilha! E o tempo que levei para fazê-lo? Bem, esse eu desconsidero, pois a prazer em confeccioná-lo foi tãããão grande, que é até uma obrigação esquecer, né? =)
E aí, tá servido?
 

 





Se eu vou conseguir ter o cupcake dos meus sonhos? Isso não posso te afirmar. Mas que eu estou super feliz com o meu, disso eu tenho certeza. Aaaaaah… E esse suspiro agora é de plena fe-li-ci-da-de. =)
Mari.

Comente:

comentários